As empresas têm implementado cada vez mais a automação inteligente e digitalizado as suas atividades de processo a partir da IA e RPA — que significam, respectivamente, Inteligência Artificial e Robotic Process Automation (Automação de Processos Robóticos, em português). Os objetivos são reduzir custos e melhorar a eficiência do negócio, além de alcançar um nível mais alto de excelência do processo.

IA e RPA, dentro da empresa moderna, são considerados ferramentas de produtividade indispensáveis, extremamente necessárias para prosperar em mercados tão competitivos e globais.

Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura deste post e veja como as duas tecnologias se relacionam e como podem gerar grandes progressos para as empresas!

O que é e como funciona a Inteligência Artificial (IA)?

Trata-se da capacidade que um programa de computador ou máquina tem de refletir e de aprender. O conceito de IA acaba se baseando na ideia de construir equipamentos que são capazes de pensar, agir e aprender como o ser humano.

Dentro da Inteligência Artificial, o aprendizado da máquina acrescenta algoritmos que são criados para dizer a um computador a forma de responder a algo a partir de exemplos. As aplicações particulares da IA incluem reconhecimento de fala, sistemas especializados e visão de máquina.

Muitas organizações adotam a tecnologia para tentar diminuir os custos com operação, aumentar a receita e a eficiência e para melhorar a experiência dos clientes.

Ao implementar a tecnologia IA de forma correta, a empresa pode ganhar capacidade para:

  • aumentar a eficiência e a produtividade operacional;
  • economizar dinheiro e tempo ao automatizar tarefas e processos de rotina;
  • usar dados para prever as preferências dos consumidores e oferecer melhor experiência personalizada;
  • tomar decisões comerciais mais rápidas baseando-se em resultados das tecnologias cognitivas;
  • aumentar a experiência dos funcionários, assegurando análises e oferecendo suporte e conselhos inteligentes;
  • alcançar a redução de custos, otimizando a força de trabalho e o seu negócio.

O que é e como funciona o RPA (Robotic Process Automation)?

RPA é o processo de realizar uma função de sistema de forma automática. A automação de processos robóticos pode ser programada para fazer tarefas de alto volume e que são repetitivas, por exemplo, que normalmente são feitas por humanos.

Automação de Processos Robóticos pode ser usada para executar várias tarefas, como registros, transações e consultas, além de inserir dados, operar aplicativos e realizar cálculos complexos.

O RPA também pode auxiliar na transformação digital do negócio a partir do fornecimento de:

  • mais agilidade, gerando economia nos custos indiretos e também nos recursos empresariais que são mais flexíveis;
  • serviços de boa qualidade, aprimorando o atendimento ao cliente;
  • mais conformidade, afinal, os processos de negócios podem ser configurados para operar conforme os padrões e regulamentos necessários;
  • experiência do funcionário, reduzindo o desgaste e aumentando a produtividade da equipe.

Qual é a relação entre IA e RPA?

Ambos os campos da ciência são muito distintos e não são um subconjunto um do outro. No entanto, sua combinação é uma área extremamente crescente de pesquisa. De um modo geral, há duas formas pelas quais a Inteligência Artificial é combinada com robôs, a fim de completar tarefas repetitivas que geralmente podem ser feitas ao longo do tempo a partir de um processo chamado Machine Learning.

A primeira é um robô, que é instalado com um software de Inteligência Artificial criado para seguir etapas que são programadas previamente — o que faz com que ele pareça estar refletindo por conta própria. Um exemplo é o Roomba, um robô que limpa a sujeira e o pó, que “aprende” o layout dos pisos e que se recarrega quando sua bateria está acabando.

No entanto, o aparelho não consegue ser inteligente para entender como esvaziar a sua caixa, pois não foi programado para essa situação. Os robôs e a Inteligência Artificial também são capazes de aprender juntos a oferecer respostas esperadas a partir da repetição física — muito parecido com o modo de treinar um cachorro, por exemplo.

O Baxter, um robô industrial, é utilizado em indústrias para montar e embalar produtos. Enquanto o software está sendo colocado em ação, um técnico ensina ao robô vários movimentos. Após inúmeras repetições, Baxter sabe realmente o que precisa fazer, tomando a iniciativa de fazer a sua própria tarefa.

Quando a robótica e a Inteligência Artificial são combinadas, os designers normalmente criam equipamentos com características humanas ou animais. A altura, o peso e o tamanho desses robôs são pensados para que sejam práticos e para que façam atividades do dia a dia — como ligar interruptores de luz.

De que forma as tecnologias ajudam a aumentar a eficiência na tomada de decisões?

Um sistema que é capaz de executar e de gerenciar decisões em tempo real a partir da Inteligência Artificial é a melhor alternativa para automatizar processos complexos de decidir. O uso de Machine Learning e de análises avançadas garante que tais sistemas se tornem inteligentes e aprendam de forma constante por meio de novos dados contextuais.

Pense que o RPA é uma resposta para a integração de processos — retirar o problema dos trabalhadores e das empresas, automatizando o que é realmente necessário mas muito manual, como trabalhos repetitivos. Um passo acima da Automação de Processos Robóticos é um sistema de tomada de decisão analítica com base em Inteligência Artificial para problemas que são considerados extremamente complexos em tempo real.

Para as empresas de investimento, a tomada de decisões em tempo real é capaz de analisar inúmeras restrições, insumos e alternativas de negócios, tomando várias decisões comerciais e traçando metas internas.

Elas podem, então, qualificar tais decisões quanto a determinados critérios de uma perspectiva de risco, rentabilidade ou receita. O uso de um mecanismo de tomada de decisão incorporado quer dizer que você consegue otimizar decisões baseadas em dados contextuais.

Como implementar o RPA na sua estratégia de automação?

As organizações estão cada vez mais em busca de formas de aplicar automação em seus processos para reduzir custos e melhorar a produtividade. À medida que a tecnologia avança, um maior número de tarefas vai ser feito totalmente pela força de trabalho automatizada.

O serviço ao cliente, as finanças, o RH e vários outros setores já contam com operações automatizadas, rastreiam planilhas de horas, armazenam e recuperam dados, monitoram e até mesmo corrigem falhas de TI. Atualmente, os profissionais de saúde têm usado o RPA para fazer análise da saúde da população e para monitorar e coordenar o bem-estar dos seus pacientes.

A lista de tarefas automatizadas só tem aumentado. Para as empresas, agora é a hora de rever e de refletir sobre quais dos seus processos internos podem ser automatizados para criar eficiências nos seus negócios.

A tecnologia pode e precisa ser uma grande aliada nos processos de atendimento. A implementação desse sistema vai fazer com que o negócio se mostre conectado e em sintonia com as tendências do mercado — além, é claro, das principais ferramentas para garantir os melhores serviços ao público. Não se esqueça de contratar uma empresa de confiança e especializada para que a implementação do RPA não seja somente mais um problema para o seu negócio, mas uma solução eficiente!

Gostou de saber um pouco mais sobre IA e RPA e quer continuar aprendendo sobre o assunto? Então aproveite e descubra as oportunidades que a automação gera para o seu negócio!